Diabetes e fertilidade: saiba os riscos - Clínica Conceptus
diabetesgestacional-riscos

Diabetes e fertilidade: saiba os riscos

Publicado em 6 de abril de 2016 com 0 comentários

Hoje é o Dia Mundial da Saúde e se você tem dúvidas ou preocupações sobre Diabetes Gestacional, é só continuar lendo esse post.

A Organização Mundial da Saúde (OMS) criou o Dia Mundial da Saúde em 7 de abril de 1950. E como em cada ano, a OMS resolve escolher um tema, para informar e aumentar a conscientização sobre este, o tema desse ano é Diabetes.

Entre outros objetivos, será lançado o primeiro relatório sobre essa doença, que irá descrever as consequências e defender a existência de sistemas de saúde que assegurem melhores condições para prevenção, vigilância, e uma gestão mais efetiva de diabetes.

O fato é que a Diabetes pode ser evitada e controlada, mas de 2012 para cá, os casos de pessoas com a doença aumentaram 40%. E se qualquer pessoa precisa ficar atento à sua saúde e se prevenir desse problema, as gestantes precisam ter ainda mais cuidado, pois os riscos são maiores durante esse período.

diabetes-gestacional

A diabetes pode atrapalhar a fertilidade da mulher?

A diabetes se caracteriza pelo aumento de glicose no sangue. Portadores de diabetes tipo 1 possuem deficiência na produção de insulina, e portadores de diabetes tipo 2 possuem resistência à atuação da insulina no organismo. Porém, apesar de serem diferentes, os dois tipos podem causar diversas complicações e até mesmo gerar problemas de fertilidade ou dificultar na hora do parto.

Quando há resistência à insulina, pode haver deficiência hormonal na mulher, além de ciclo menstrual irregular e infertilidade. Enquanto quando há deficiência de insulina, órgãos endócrinos como os ovários podem ser prejudicados, o que pode impossibilitar a gravidez também.

A fertilidade do homem também pode ser prejudicada?

Além das mulheres, os homens também podem ter problemas com a fertilidade devido à diabetes. A do tipo 1 pode causar uma série de problemas relacionados à capacidade reprodutiva do homem, como: redução significativa de sêmen, dificuldade de fecundação, formação de um embrião com má formação e, dessa forma, aumentar os riscos de um aborto espontâneo. A diabetes tipo 2 pode provocar ejaculação retrógrada e ter impossibilidade de fecundar o óvulo.

É necessário recorrer a um especialista em reprodução assistida?

Sem dúvidas, ter uma alimentação balanceada, praticar exercícios físicos frequentemente, evitar o consumo de álcool e fumo, usar devidamente a medicação indicada pelo médico e controlar ao máximo as taxas de glicose contribui para evitar mais complicações.

Porém, mesmo com todos esses cuidados com a saúde, estudos indicam que um em cada seis casais (em que um dos cônjuges é portador de diabetes tipo 2) necessita recorrer a um especialista em reprodução assistida para conseguir realizar o sonho de ter um filho.

Além da diabetes tipo 1 e 2, também existe a diabetes gestacional que pode ocorrer durante o período da gravidez e afetar tanto a mulher quanto o bebê.

diabetes-fertilidade

O que é a Diabetes Gestacional?

A Diabetes Gestacional é um dos problemas mais comuns durante a gravidez. Este é causado pelas mudanças no equilíbrio hormonal da mulher e reduzem a ação da insulina, geralmente ocorre em 8% das gestações e pode ou não persistir após o parto.

Quais são os riscos?

Apesar de que algumas mulheres deixam a doença no pós-parto, as mulheres diagnosticadas com Diabetes Gestacional possuem até 50% de chance de desenvolver diabetes tipo 2 posteriormente.

É importante ressaltar que além do risco de ter diabetes no futuro, a Diabetes Gestacional traz diversas outras complicações tanto para a mulher quanto para o bebê.

Dentre elas, estão: aumento de chances de sofrer um aborto, pressão arterial elevada e possível pré-eclâmpsia, malformações fetais na gravidez, nascimento de bebê prematuro, hipoglicemia após o nascimento e também dificuldade em engravidar novamente.

Diabetes Gestacional: como evitar?

Não existe garantia de que você não terá diabetes gestacional, mas algumas atitudes podem ajudar a prevenir o problema, como: preferir alimentos ricos em fibras, evitar gorduras e alimentos muito calóricos, praticar atividade física antes e durante o período de gestação, buscar ajuda médica e evitar o aumento excessivo de peso.

diabetesgestacional

Estamos prontos para lhe ajudar!

Caso você queira realizar o sonho de formar uma família ou já tenha tido Diabetes Gestacional e tem o desejo de engravidar novamente, mas se preocupa com a saúde e as consequências que isso pode ocasionar, entre em contato conosco.

Tags: cuidados, diabetes, diabetes gestacional, diabetes tipo 1, diabetes tipo 2, fertilidade, gestação, gravidez, infertilidade, maternidade, saúde

Deixe seu comentário