Câncer de mama: é possível ter filhos após o tratamento? - Clínica Conceptus
Câncer de mama e fertilidade

Câncer de mama: é possível ter filhos após o tratamento?

Publicado em 8 de outubro de 2019 com 0 comentários

O câncer de mama é uma doença causada pela multiplicação desordenadas de células mamárias. Este processo pode gerar células anormais, formando tumores.

Desde os anos 90, o movimento outubro rosa tem o objetivo de ajudar mulheres a entender e prevenir a doença.

A importância da transmissão de informações sobre o câncer de mama é essencial para a prevenção da doença, que é o tipo mais comuns entre as mulheres no Brasil e no mundo, perdendo apenas para o câncer de pele.

De acordo com o Instituto Nacional de Câncer, em 2019 o câncer de mama tem estimativas de 59.700 novos casos no Brasil e apesar das mobilizações, a estimativa de sobrevida obteve uma queda entre os anos de 2010 e 2014.

Isso se dá pelas dificuldades de acesso das mulheres aos métodos diagnósticos e ao tratamento adequado, o que resulta na chegada de pacientes com estágios mais avançados do câncer.

Câncer-de-mama-Conceptus

Câncer de mama e fertilidade: O que muda?

O diagnóstico da doença pode ser um momento difícil para quem ainda sonha em ser mãe, isso porque a fertilidade pode ser afetada pelo tratamento.

Isso pode ser causado por fatores como:

  • Cirurgias para retiradas de tumores: onde há algum procedimento que mexe com os órgãos reprodutivos;
  • Quimioterapia: o tratamento atinge as células tumorais mas também age nas células germinativas no ovário, reduzindo a reserva de óvulos;
  • Radioterapia: o procedimento também atinge as células germinativas, causando a redução do número de óvulos.

Com os avanços da medicina reprodutiva, é possível recorrer a soluções que preservem a fertilidade antes mesmo do diagnóstico da doença.

O congelamento de óvulos pode auxiliar mulheres que sonham com a maternidade, mas precisam adiar a gravidez.

O procedimento é indicado para mulheres que estejam dentro dos fatores de riscos, como o sobrepeso, mulheres que menstruaram antes dos 12 anos e principalmente, mulheres que têm disposições genéticas e histórico da doença na família.

Após a coleta, os óvulos poderão ser utilizados após o tratamento ou no momento em que a mulher desejar a gravidez.

No congelamento de embriões, óvulos e espermatozoides são coletados em laboratório, fecundados e em seguida congelados para o momento que o casal decidir dar continuidade com procedimentos como a Fertilização in Vitro.

Quer saber mais sobre os procedimentos? Basta entrar em contato conosco!
Estamos presentes no Facebook e Instagram.

Preencha os dados abaixo para receber informações sobre os serviços da Clínica Conceptus.





Tags: Câncer de Mama, congelamento de óvulos, DST, espermograma, fertilidade, fiv, ICSI, infertilidade, inseminação artificial, Outubro Rosa, prevenção, reprodução assistida

Deixe seu comentário